Visualizações no mês

domingo, setembro 27, 2015

LUSA 1 X Tombense - Classificação

Como não poderia ser diferente, a classificação da Portuguesa para a segunda fase da Série C do Campeonato Brasileiro foi no sufoco. Dependendo apenas de si, a Lusa foi balançar as redes só no final do segundo tempo, com Julinho, sacramentando a vitória por 1 a 0 contra o já eliminado Tombense nesta 18ª rodada do Grupo B.
 
Apesar da vitória suada, o placar colocou a Lusa na vice-liderança, com 30 pontos, mas uma vitória a mais que Tupi e Brasil de Pelotas. Do outro lado, o Tombense fecha a competição nacional com 17 pontos e agora volta o planejamento para o Campeonato Mineiro. A Portuguesa aguarda os confrontos do Grupo A para definir o adversário nas quartas de final.

COMEÇO FRACO
 
O primeiro tempo começou morno no estádio Canindé. Se com menos de 10 minutos de jogo, Brasil de Pelotas e Juventude venciam seus jogos, em casa a Portuguesa não conseguia se impor diante do já eliminado Tombense. Mesmo com mais posse de bola, a Lusa errava muitos passes e cruzamentos, sem conseguir mostrar objetividade, mas explorando principalmente as laterais.
 
Pressionada pelo resultado, a Portuguesa só foi ameaçar o gol adversário na reta final do primeiro tempo. Aos 39 minutos, em um bate e rebate na grande área, Hugo apareceu bem posicionado para cabecear, mas o goleiro Darley saltou para espalmar. Pouco tempo depois, em um escanteio, a bola sobrou novamente com o atacante, mas que desta vez balançou as redes. Com muita reclamação, o árbitro assinalou impedimento e anulou o gol.
 
ACORDA!
 
A Lusa voltou mais ligada para o segundo tempo e o técnico Estevam Soares colocou o time pressionando o adversário e procurando roubar a bola ainda no campo de ataque. O novo posicionamento em campo deixou o jogo ainda mais quente e o goleiro Darley finalmente começou a trabalhar. Assim como no primeiro tempo, as principais chances vinham com a bola aérea.
 
Com 22 minutos, Julinho mandou direto para o goleiro e Darley espalmou para a linha de fundo. Na cobrança de escanteio, Renan subiu mais que todo mundo para cabecear bonito no chão, mas o goleiro mais uma vez tirou. O lance acordou a torcida da casa, que passou a apoiar de forma incondicional os jogadores em campo. E a pressão deu certo!
 
BOLA NA REDE
 
Aos 32 minutos o grito de ‘gol’ finalmente saiu da garganta do torcedor lusitano. Em cobrança de escanteio, Renan desviou bem, mas a bola explodiu no travessão. Na sobra, a bola foi novamente levantada na grande área e Julinho subiu mais que todo mundo para testar e balançar as redes, se antecipando ao goleiro Darley.
 
No coração, na emoção, a Lusa continuou pressionando o adversário e quase ampliou o placar com Guilherme Queiroz, mas o técnico Estevam Soares viu do banco de reservas a bola tirar tinta da trave adversária. Mas o torcedor não esperava mais bola na rede, ele só queria o apito final para sacramentar a classificação do clube, que agora aguarda o adversário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário